Oftalmologia Infantil

Durante a infância o desenvolvimento visual das crianças pode sofrer interferências de patologias oculares. Para o diagnóstico, é necessário a atenção dos pais e pessoas que convivem com a criança, como parentes e professores, pois na infância, dificilmente ela se queixará de dificuldades.

Saiba quando você deve levar seu filho à uma consulta de oftalmologia infantil:

  • Não espere seu filho ter sete anos para levá-lo ao oftalmologista, pois é a partir desta idade que os problemas da visão tendem a tornar-se irreversíveis.
  • Os pais devem levar seus filhos em uma primeira consulta oftalmológica ainda bebês. O oftalmologista vai examinar se ele tem infecções oculares, doenças congênitas ou da prematuridade. Essa avaliação inicial é muito importante, pois se houver algum problema, o tratamento poderá começar imediatamente. Desde os primeiros meses de vida, através de testes específicos, podemos saber se a criança enxerga bem.
  • À partir de três anos, uma criança já pode ter sua acuidade visual (capacidade de enxergar) quantificada. Nessa idade já diagnosticamos casos de miopia, astigmatismo e hipermetropia, pois a própria criança informa sobre sua visão e evita-se a ambliopia (olho preguiçoso).
  • Na idade escolar deve-se fazer exames periódicos com o oftalmologista para avaliar a necessidade do uso de óculos. Para o desenvolvimento global da criança, como por exemplo, para um bom desempenho escolar, é importante que seja dada a ela a oportunidade de ter a melhor visão possível.

Oftalmologia Infantil

O desenvolvimento da visão

Sabemos que o bebê ainda não está com o sistema visual completamente formado ao nascer. Este sistema amadurece gradativamente, tanto no que diz respeito ao tamanho do olho, quanto no que se refere às conexões junto ao sistema nervoso central.

Mesmo se o bebê nasce depois dos nove meses de gestação completos e, portanto, não é prematuro, sua visão é desfocada e as cores não são bem percebidas. No caso dos prematuros, a visão merece cuidados e acompanhamento especial por parte dos oftalmologistas já no período em que o bebê permanece na incubadeira fazendo oxigênioterapia, pois há riscos de ele desenvolver problemas oculares como a retinopatia da prematuridade. Nestes casos, o acompanhamento oftalmológico é fundamental para proporcionar uma melhor qualidade visual e até evitar a perda total da visão.

O primeiro ano de vida é uma experiência incrível no mundo visual do bebê. A cada novo mês de vida a visão torna-se mais nítida. É também neste período que possíveis problemas congênitos podem ser detectados.

É por este motivo que os oftalmo pediatras se dedicam tanto para esclarecer pais, pediatras, neonatologistas e todos que participam do desenvolvimento da criança, quanto à importância da consulta oftalmológica já nos primeiros meses de vida. É importante se levar em conta que quanto antes o problema for detectado e esclarecido, mais fácil o tratamento e mais rápida a solução.

O amadurecimento neuro sensorial da visão ocorre até cerca de 8 anos de idade, é muito importante que durante este período , avaliações periódicas sejam feitas para prevenir baixas visuais irreversíveis devido a ambliopia (olho preguiçoso).

Além disto, como a criança está em constante crescimento, as alterações do grau (erros de refração ) podem aparecer com mais frequência e evoluir muito rapidamente . Para o desenvolvimento global da criança é muito importante que ela tenha a melhor visão possível mesmo que com o uso de óculos.

 

Principais doenças oculares na infância:

Voltar

MENU